Cordel On-line


Fundação Casa de Rui Barbosa mantém site dedicado à preservação e difusão do cordel

                                                            Os pesquisadores e admiradores da literatura de Cordel têm a oportunidade de visitar um acervo raro e volumoso sobre o assunto, por meio do site Cordel: Literatura Popular em Versos, criado pela Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB) com o intuito de preservar, conservar e disponibilizar a maior coleção da América Latina, com mais de nove mil títulos. O acesso é gratuito e livre, sem necessidade de inscrição on-line.

O projeto conta com o patrocínio da Petrobrás, por intermédio da Lei de Incentivo à Cultura do MinC e apoio do Fundo de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) e nasceu com intuito de disponibilizar a coleção de Leandro Gomes de Barros, pesquisado em profundidade pela profa. Ivone Maia com o apoio da FAPERJ,  em parceria com a Casa de Rui Barbosa.

Porém, diante da originalidade e raridade da coleção, o projeto foi ampliado, a fim de promover e garantir sua preservação. Nesse segundo momento, foi inserido, na coleção, um corpus maior, com mais 9 mil folhetos digitalizados e biografias de 20 outros poetas. Destes, estão publicadas no site cerca de 2.340 folhetos de cordel, biografias de cantadores e poetas. Os interessados podem também efetuar consultas bibliográficas, entre artigos, livros, teses e dissertações.

“A importancia do site se dá na medida em que ele divulga os folhetos, seus autores e o contexto da autoria. Além disso, a consulta à versão digital protege os originais do manuseio, colaborando para a sua preservação”, disse a diretora do Centro de Informação e Memória da FCRB .

A consulta a obras dos poetas estão divididos em dois grupos: poetas de 1ª geração e os de 2ª geração. O primeiro grupo corresponde aos nascidos na segunda metade do século XIX e o ingresso no cordel ocorreu entre os anos de 1893 a 1930. O segundo grupo corresponde a poetas que ingressaram no universo do cordel quando a produção e distribução dos folhetos já havia sido estabelecida. Fazem parte do primeiro grupo nomes como Antonio Ferreira da Cruz e Severino Milanês da Silva. No segundo grupo, figuram obras de Manoel D’Almeida Filho, Gonçalo Ferreira da Silva, entre outros.

Cordel

Principal fonte de divertimento e informação, sobretudo, da população do nordeste brasileiro, o cordel surgiu no Brasil na segunda metade do século XIX e rapidamente expandiu-se da Bahia até o Pará. Os temas eram os mais variados: as aventuras de cavalaria, as narrativas de amor e sofrimento, as histórias de animais, as peripécias e diabruras de heróis, os contos maravilhosos e uma infinidade de outros, que nos chegaram pela Literatura oral da Península Ibérica e que a memória popular encarregou-se de preservar e transmitir.

O cordel é valorizado como expressão poética de alta significação por escritores do porte de Ariano Suassuna, Carlos Drummond de Andrade, Jorge Amado, Guimarães Rosa, Mario de Andrade, João Cabral de Melo Neto, motivando (e continua a motivar) estudos e pesquisas nas áreas de Antropologia, Folclore, Lingüística, Literatura, História, entre outras.

Visite o site da Fundação Casa de Rui Barbosa

(Texto: Marcos Agostinho – Ascom/MinC)

Sobre nordestevinteum
Responsabilidades Editoriais A Revista Nordeste VinteUm, dentro de seu caráter pluralista, se pretende um veículo aberto à participação e à construção coletiva do seu conteúdo. Para tanto, trabalha com o Conselho Editorial designado pela Editora Assaré. Nesta instância, são discutidas estratégias para viabilizar e manter a periodicidade da revista, garantir o cumprimento da sua política editorial, definir os nomes dos colaboradores e acompanhar, através de ouvidoria, a relação público leitor-revista. Tudo em respeito aos ditames do bom jornalismo, cujo compromisso com a ética e a verdade são inarredáveis.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: