Ceará abre espaço para a inovação audiovisual


Com inscrições abertas, os festivais de cinema digital de Jericoacoara e Maracanaú privilegiam as novas mídias .

 Fevereiro e março parecem mesmo ser os meses de oportunidades para realizadores audiovisuais. Além do 22º Cine Ceará, outros dois festivais também estão com inscrições abertas. O Festival de Jericoacoara – Cinema Digital, que chega à terceira edição, aceita envio de trabalhos até o próximo dia 15. Já o FestCine Maracanaú – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias, também em seu terceiro ano, começou a receber inscrições ontem e estende o prazo até 15 de maio.

O III Festival de Jericoacoara acontece de 15 a 21 de junho e tem como principal atração a mostra dos filmes selecionados entre os inscritos. São aceitas produções concluídas a partir de junho de 2010, oriundas de todo o País e realizadas em tecnologia digital, nos gêneros documentário, ficção, animação e experimental.

No ano passado, a segunda edição FestCine destacou 50 filmes, escolhidos de 218 obras inscritas. Segundo a organização do evento, a proposta é oferecer um panorama da nova produção do audiovisual nacional, democratizada graças às facilidades da tecnologia digital. O festival é dirigido pelo cineasta, escritor e produtor cultural cearense Francis Vale. “Queremos mostrar a diversidade do novo cinema brasileiro, e as novas pessoas que estão fazendo esse cinema acontecer, nas suas cidades e comunidades, a cada dia”, afirma Francis. “A relação do festival com a comunidade de Jericoacoara é outro aspecto muito importante. Para contribuir com o município, o festival acontece na baixa estação, ajudando a garantir maior movimentação nesse período”, complementa o diretor.

Oportunidade Para Francis, o momento é de consolidação do evento no calendário audiovisual brasileiro. “Tivemos uma segunda edição memorável, com intensa participação de realizadores da maioria dos Estados, além de homenagens a grandes nomes do cinema, como Nelson Pereira dos Santos e Sérgio Ricardo”, comemora. Ao longo do festival, os filmes serão apreciados por um júri composto por cinco pessoas ligadas à área do audiovisual.

Prêmios em dinheiro serão destinados às obras eleitas as melhores em cada gênero, além da melhor produção dos estados Ceará, Piauí e Maranhão – em homenagem à chamada “Rota das Emoções”, que se inicia em Jericoacoara-CE, passa pelo Delta do Parnaíba-PI e se estende até os Lençóis Maranhenses.

Serão entregues ainda troféus de melhor filme, direção, roteiro, fotografia, trilha original, direção de arte, melhor ator e melhor atriz.
Já no FestCine Maracanaú podem ser inscritos filmes e vídeos de qualquer país e de todo o Brasil, produzidos a partir de 2009 e finalizados no formato digital.

Além das mostras competitivas de longas e curtas-metragens, o evento inclui ainda a Mostra Rodolfo Teófilo, dedicada a obras de realizadores da Região Metropolitana de Fortaleza, com duração de até 20 minutos; e a Mostra Novas Mídias, com produções de até cinco minutos, realizadas em mídias digitais – câmeras fotográficas, celular, webcam, dentre outros dispositivos.

Embora ainda sem data marcada, o festival está previsto para acontecer no segundo semestre deste ano, sob direção geral de Afonso Celso. Em 2011, um dos destaques foi a participação de profissionais dos estúdios DreamWorks, Bill Tessier e Chris Kirshbaum, que pela primeira vez ministraram no País um workshop de animação e efeitos especiais.

A segunda edição também contou com as participações dos atores Jayme Matarazzo, Nathália Dhill e Cláudio Jaborand – esse último, homenageado do ano.

Mais informações Inscrições para o Festival de Jericoacoara: até 15 de março no site http://www.jeridigital.com.br
Inscrições para o FestCine Maracanaú até 15 de maio, no site http://www.festcinemaracanau.com.br

Fonte: Diário do Nordeste Online

Sobre nordestevinteum
Responsabilidades Editoriais A Revista Nordeste VinteUm, dentro de seu caráter pluralista, se pretende um veículo aberto à participação e à construção coletiva do seu conteúdo. Para tanto, trabalha com o Conselho Editorial designado pela Editora Assaré. Nesta instância, são discutidas estratégias para viabilizar e manter a periodicidade da revista, garantir o cumprimento da sua política editorial, definir os nomes dos colaboradores e acompanhar, através de ouvidoria, a relação público leitor-revista. Tudo em respeito aos ditames do bom jornalismo, cujo compromisso com a ética e a verdade são inarredáveis.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: