II Mostra de Cinema Transcendental promove arte com valores humanistas

Histórias que falam de valores humanistas e do sentido da vida estão no programa da  II Mostra de Cinema Transcendental, que acontece em Fortaleza, no  Multiplex UCI Ribeiro do Shopping Iguatemi, nesta semana, de 9 a 12, sempre 19h30min. Na quinta-feira, no encerramento, será a pré-estreia do longa-metragem ‘Area Q”,   filmado nos municípios cearenses de Quixadá e Quixeramobim e em Los Angeles (EUA). O evento é promovido pela ong cearense Estação da Luz e dá ao público a chance de ir ao cinema e exercitar a solidariedade: Cada ingresso ingresso pode ser obtido mediante a doação de dois quilos de alimentos a serem encaminhados para entidade beneficente. É só ir ao Shopping Iguatemi – Av. Washington Soares, 85 – Cocó (último piso, área de cinema, das 14h às 22h) e pegar o ingresso.

A Mostra acontece uma semana depois do sucesso da realização do II Festival do Cinema Transcendental, em Brasília. O presidente da Estação da Luz, Sidney Girão,  explica que os dois eventos vêm “fomentar a produção de filmes que levem ao espectador uma mensagem transformadora no sentido de respeito ao próximo, ao meio ambiente e a disseminação de valores espirituais”

Conheça os filmes programados para a Mostra em Fortaleza:

  • Dia 09 – Flor da Neve e o Leque Secreto, do diretor Wayne Wang – Adaptação do romance Flor da Neve e o Leque Secreto, de Lisa See, que fala da história de amizade entre duas garotas chinesas. No século 19, Flor da Neve e Lírio seguirão uma tradição serem laotong, amigas para sempre. Mesmo de condições sociais diferentes, elas farão de tudo para se encontrarem uma vez por ano, na mesma data. Os anos passam. No século 21, Nina e Sophia descobrem a beleza da tradição laotong e decidem assumi-la. Elas não sabem, mas podem ter sido Flor de Neve e Lírio em suas vidas passadas.
  • Dia 10 – Uma Incrível Aventura, da diretora Deborah Paterson. O filme é ambientando em Ruanda, no ano de 2010 e apresenta uma história sobre valores como amizade, lealdade e perseverança. No centro da trama está o garoto Kayenze Dudu. Louco por futebol, ele vai enfrentar a incrível aventura em busca de realizar o sonho de se apresentar na cerimônia de abertura da Copa do Mundo. Ele e um amigo terão transtornos na viagem e vão parar num campo de refugiados no Congo. Determinados, eles conseguem ajuda para fugir e enfrentam uma jornada de 3 mil milhas até o estádio na África do Sul. No caminho, vão atraindo mais e mais crianças.
  • Dia 11 – Tio Boonmée, o que pode revelar suas vidas passadas, dirigido por Apichatpong Weerasethakul. Produção baseada no livro “A Man Can Recall his past Lives”, do monge budista Phra Sripatiyattiweti, sobre um senhor que conseguia recordar as suas vidas passadas durante as sessões de meditação. No filme, o Tio Boonmee, escolhe passar seus últimos dias de vida no campo e um dia, durante o jantar, aparece o espírito de sua mulher e, por trás dela, um ser peludo e de olhos avermelhados que se identifica como o seu filho. A partir daí, ele inicia uma jornada espiritual em que, através da recordação de suas vidas passadas, vivencia os vários processos de reencarnação.
  • Dia 12 – Area Q, dirigido por Gerson Sanginitto, traz uma trama envolvendo elementos de ficção científica e espiritualismo. Trata-se de uma co-produção Brasil/EUA, que tem no elenco o ator norte-americano Isaiah Washington (da série Greys’ Anatomy), e os brasileiros Murilo Rosa, Tânia Khalil, Karla Karenina. Relata a história de Thomas Mathews (Washington), conceituado repórter cuja carreira entra em declínio depois do desaparecimento de seu filho. Enviado ao Brasil para uma cobertura sobre casos de avistamentos de Objetos Voadores Não-Identificados (OVNIs) e abduções, o jornalista irá conhecer histórias impressionantes na Área Q, (numa alusão aos municípios de Quixeramobim e Quixadá, no Ceará, famosos pelas histórias de avistamentos de OVNIs). O jornalista acabará obtendo explicações sobre o destino do seu filho.

Saiba mais sobre a Mostra no site oficial do evento: http://www.cinematranscendental.com.br

Outras informações: Estação da Luz – (fones: 85 3260 5140)

Sugestão de pauta: Agência da Boa Notícia – (fone: 85 3224 5509)

 Fonte: Agência da Boa Notícia

Cachaça será reconhecida por Obama como produto tipicamente brasileiro

As relações comerciais entre o Brasil e os Estados Unidos vão parar muitas vezes na Organização Mundial do Comércio (OMC) por divergências na imposição de barreiras tributárias e elevados impostos. Mas, na reunião nesta segunda-feira (9/4) entre os presidentes Dilma Rousseff e o norte-americano Barack Obama as tensões ficarão de lado devido ao reconhecimento da cachaça como produto tipicamente brasileiro, facilitando sua exportação para os Estados Unidos.


Obtida pela destilação do caldo de cana-de-açúcar fermentado, a cachaça é tradicionalmente usada na elaboração da caipirinha, que virou marca do Brasil no exterior. No país, são produzidos por ano cerca de 1,5 bilhão de litros de cachaça – a maioria em destilarias e uma parte de fabricação artesanal, em pequenos alambiques. São mais de 30 mil produtores e 5 mil marcas.

Paralelamente, Obama e Dilma negociarão acordos sobre aviação e comunicações. Também foi solucionada a pendência sobre o suco de laranja, pois os norte-americanos vetaram a entrada do produto brasileiro no país. No entanto, após a interferência da OMC, os Estados Unidos aceitaram rever suas leis.

Estarão ainda em discussão acordos sobre a carne suína e a lei agrícola. O mercado dos Estados Unidos se abriu para a carne suína de Santa Catarina, e os negociadores tentam ampliar a parceria para que a certificação beneficie outras áreas. As discussões sobre a nova lei agrícola norte-americana são acompanhadas pelos negociadores brasileiros, pois isso pode causar impacto nas exportações nacionais.

No ano passado, os Estados Unidos foram o segundo principal parceiro comercial brasileiro, depois da China. De 2007 a 2011, o intercâmbio comercial brasileiro com o país cresceu 37%, passando de US$ 44 bilhões para US$ 60 bilhões. De janeiro a fevereiro de 2012, o intercâmbio comercial dos Estados Unidos com o Brasil aumentou em 20% em relação ao mesmo período de 2011, passando de US$ 7,9 bilhões para US$ 9,5 bilhões. As exportações brasileiras cresceram em 38% e as importações, 6% no mesmo período.

Fonte: Correio Braziliense

Projeto que endurece Lei Seca dobra multa para motorista embriagado

A proposta em tramitação na Câmara dos Deputados que torna mais rígida a Lei Seca prevê também um aumento da multa para quem dirige sob efeito de álcool. O valor, hoje estipulado em R$ 957,70 passaria para R$ 1.915,40. O projeto de lei será votado na próxima quarta-feira (11), segundo acordo costurado pelo presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS). Além da multa, o motorista que dirige bêbado está sujeito a suspensão do direito de dirigir por um ano e retenção do veículo, além de responder na esfera criminal, com pena que varia de seis meses a dois anos de prisão.

A proposta tem como foco a inclusão de outras formas, além do bafômetro e do exame de sangue, para provar a embriaguez ao volante. No último dia 28, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que o exame clínico (constatação por observação médica) e relatos de testemunhas (incluindo autoridades) não servem como provas no processo criminal.

O projeto que será votado admite como prova “teste de alcoolemia, exame clínico, perícia, imagens, vídeos, prova testemunhal ou outros meios que, técnica ou cientificamente, permitam aferir a condição”. O texto recebeu apoio do Ministério da Justiça e, segundo parlamentares que participaram das discussões, já há acordo entre os líderes para que esta versão do projeto seja aprovada.

Outra novidade do projeto vai prever que o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) regulamente os testes para verificar quando o motorista estiver sob o efeito de qualquer “substância psicoativa”. Hoje, o Código de Trânsito Brasileiro prevê a proibição de se dirigir sob o efeito destas substâncias, mas não trata da fiscalização.

Acordo

“Temos bom acordo para votar o projeto. Já vínhamos discutindo isto há mais tempo, mas é óbvio que a decisão do STJ, apesar de justa e alicercada na legislação, causou frustração entre os que aprovam a Lei Seca”, diz o presidente da Câmara Marco Maia. Ele se reuniu nesta quarta-feira (4) com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e com o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, para discutir o tema.

“A ideia é aperfeiçoar a Lei Seca, fazer valer o espírito da lei. Com este texto, fica claro que o exame do bafômetro não é necessário”, avaliou Cardozo. A base do texto é um projeto apresentado no mesmo dia da decisão do STJ pelo deputado Hugo Leal (PSC-RJ), coordenador da “Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro”. Segundo o parlamentar, o texto levou em conta opiniões de diversos setores da sociedade, governos municipais e estaduais e os argumentos apresentados nas discussões do STJ e de decisões de outros tribunais sobre o mesmo tema.

Fonte: G1

Instagram libera versão para Android

Após muito espera, os usuários de celulares com Android podem a partir de agora usar o Instagram nos seus aparelhos. Assim como sua versão para iOS o aplicativo é gratuito, segundo o que consta na loja de aplicativos Google Play. Para instalá-lo é necessário que o aparelho esteja rodando o Android 2.2 ou uma versão posterior do sistema e o aplicativo tem 13 MB.

Para quem não está familiarizado com o Instagram, trata-se de um programa de fotografia capaz de aplicar filtros em fotos e que permite o compartilhamento instantâneo delas em diversas redes sociais. Nessa versão do aplicativo, é possível compartilhar no Facebook, Twitter, Tumblr e Foursquare, bem como já era possível com o iOS. Mas ainda falta a integração com o Flickr, que os desenvolvedores garantem que devem chegar em breve. Uma rápida comparação com a versão para iOS e percebi que os filtros disponíveis são os mesmos.

Outro elemento interessante do Instagram é a capacidade de curtir e deixar comentários em fotos dos seus amigos, funcionalidades que também foram importadas na versão para Android. A interface é bem parecida, ao menos na navegação com os botões inferiores. Portanto, os hipsters que quiserem migrar de aparelhos com iOS para o Android não terão dificuldade em se adaptar. Eles podem sentir falta da capacidade de borrar as fotos, outro item presente na versão para iOS.

Apesar dos desenvolvedores terem prometido novidades para a versão Android do Instagram, parece que eles quiseram fazer suspense por enquanto. Não há nenhum filtro extra e faltam alguns elementos, mas ainda assim não deixa de ser uma ótima adição à gama de aplicativos do sistema.

Fonte: Tecnoblog.net

 

 

´Desencontro´ atrai três mil pessoas

Os especialistas que comparecem ao evento dão dicas de como são feitas as campanhas de marketing virtual

Fortaleza está sediando, até amanhã, no Hotel Villa Galé, o maior evento de mídias sociais do Norte e Nordeste. O Desencontro, que no ano passado reuniu 60 palestrantes e um grande público de todos os Estados do País, neste ano está recebendo 120 especialistas em mídias sociais dos mais variados assuntos, um público de três mil pessoas presenciais, além de internautas de todo o mundo.

Durante o dia de ontem, cinco painéis foram apresentados. Um deles, “Pais, filhos e a Educação 2.0”. Conforme o coordenador do evento, o blogueiro e empresário cearense Emerson Damasceno, o objetivo principal do “Desencontro” é discutir as mídias sociais que estão presentes em todas as tarefas humanas. “Durante esse três dias, vamos debater os benefícios das mídias sociais”, informa.

Conforme ele, os especialistas dão dicas de como são feitas as campanhas de marketing voltadas apenas para mídias sociais, trazendo para o Ceará uma visão inovadora. “Esse evento possibilita que os blogs e outras mídias sociais sejam disseminadas para a população do Nordeste tirando um pouco o foco do eixo Rio/São Paulo”, destaca.

Reflexões

No painel “Pais, Filhos e a Educação 2.0”, os palestrantes fizeram reflexões sobre a mídia, o impacto na geração infantil e como os pais reagem. Foram discutidas também a produção de conteúdos de diversão para o leitor jovem na internet e a importância dos blogs na orientação das mães e pais de primeira viagem.

O publicitário paulista AJ Freire, um dos palestrantes do painel, criou, há dois anos, o blog Nerd Pai. Com um conteúdo voltado para pais de primeira viagem, o blogueiro reflete sobre sensações e experiências que tem com seu filho. Segundo ele, a página tem cerca de 30 mil seguidores e ganhou tanta visibilidade a ponto de o blog se tornar uma fonte de renda para a família. “Quando eu descobri que a minha esposa estava grávida, resolvi criar uma página pessoal para descrever as sensações e tirar as dúvidas com outros pais. De repente, a coisa foi ficando séria e dezenas de pessoas passaram a se comunicar”.

Segundo o publicitário, a importância do “Desencontro” é difundir os blogs e as mídias sociais, além de levar a discussão mais próxima do Nordeste. “Querendo ou não, esse debate acaba acontecendo apenas no eixo Rio/São Paulo. Muitos profissionais se interessam por essa comunicação em Fortaleza”.

Estava presente no mesmo painel a jornalista paranaense, que também é blogueira do jornal Diário do Nordeste, Samantha Shiraishi, com a página pessoal “A vida como a vida quer”, criada em abril de 2005. O blog estabelece uma relação virtual entre pais e mães a respeito de cultura, entretenimento, educação e saúde dos filhos. “Inicialmente, a ideia era de contar para os avós dos meus filhos o que eles estavam fazendo, mas eu comecei a escrever em forma de serviço e os pais se interessaram. Hoje, tenho cerca de dois mil seguidores”, ressalta.

Conforme ela, o evento traz a possibilidade de mostrar como se faz negócios no ambiente informal. “A oportunidade que o ´Desencontro´ dá é mostrar que as pessoas podem ser formadoras de opinião”, diz.

Programação Hoje

10h30 – Painel 1: 501motivos para criar um tumblr. Moderador: Pablo Peixoto (Porra Maurício). Participantes: George Macêdo (Gordo Nerd e Pobregram), Cristiano de Souza (Catupiry) e Luide de Matos (Cão da Depressão).

11h45 – Painel 2 : A moda dos blogs de moda. Moderadora: Lia Camargo (Just Lia) Participantes: Bruna Vieira (Depois dos Quinze), Cris Guerra (Hoje Vou Assim), Fábio Allves (Moda Para Homens), Ana Paula Passarelli (Fiveblu/Plano Feminino), Priscila Furtado (Coisas que me Distraem).

15h15 – Painel 3: Redes sociais em tempos de superexposição pessoal. Moderador: Alex Primo (UFRGS)
Participantes: Pietra Príncipe (Multishow), Mari Graciolli (Papo VIP), Ana De Cesaro (Tá e Daí?!).

Fonte: Diário do Nordeste

Galeano lança Os Filhos dos Dias, em formato de calendário

LaRed21: Por que este título: Os filhos dos dias?

Eduardo Galeano: Segundo os maias, nós somos filhos dos dias, ou seja, o tempo é que estabelece o espaço. O tempo é nosso pai e nossa mãe e, como somos filhos dos dias, o mais natural é que a cada dia nasça uma história. Somos feitos de átomos, mas também de histórias. 

LaRed21: Dentro dessas histórias há muitas vinculadas à nossa vida cotidiana. Você assinala: “vivemos em um mundo inseguro”. A particularidade é que projeta que existem diferentes concepções sobre a insegurança. A que se refere?

 

EG: Muitos políticos no mundo inteiro, não é algo que passa somente em nosso país, exploram um tipo de histeria coletiva a respeito do tema da insegurança. Te ensinam a ver ao próximo como uma ameaça e te proíbem vê-lo como uma promessa, ou seja, o próximo, esse senhor, essa senhora que anda por aí, pode roubar-te, sequestrar-te, enganar-te, mentir para você, raramente oferecer-te algo que valha a pena receber. Creio que essa forma parte de uma ditadura universal do medo. Fomos treinados para ter medo de tudo e de todos e este é o álibi que necessita a estrutura militar do mundo. Este é um mundo que destina metade de seus recursos à arte de matar o próximo. Os gastos militares, que são o nome artístico dos gastos criminais, necessitam de um álibi. As armas necessitam da guerra, como os abrigos necessitam do inverno. 

LaRed21: Quando fala dos medos, você joga com essa palavra para assim mencionar os meios e tem uma história que é “os meios de comunicação”. A que lugar você atribui aos meios em nossos medos?

 

EG: Às vezes, os meios atuam como medos de comunicação, então, se convertem em medos de incomunicação. Isto não é verdade para todos, mas sim para alguns meios que no mundo inteiro exploram esse tipo de histeria coletiva desatada com o tema da insegurança. Mentem, porque a insegurança não se reduz à insegurança que se pode sofrer nas ruas. Inseguro é este mundo e a primeira é a insegurança no trabalho, que é a mais grave de todas e da qual nunca falam os políticos que exploram o tema da insegurança. Não há nada mais inseguro que o trabalho. Todos nos perguntamos: e amanhã, haverá quem me contrate? Voltarei ao lugar de trabalho onde estive hoje? Terá alguém ocupado meu lugar?
Esse medo real de perder o trabalho ou de não encontrá-lo é a fonte de insegurança mais importante. Tão inseguro é o mundo, a quantidade de pessoas que matam os carros nisso que chamamos acidentes de trânsito, na realidade são atos criminosos por conta dos condutores que tendo permissão de dirigir, tem permissão para matar, ou a insegurança da maioria das crianças que nascem no mundo condenados a morrer muito cedo de fome ou de enfermidade incurável. 

LaRed21: Aparecem as histórias dos desaparecidos, mas lhe menciono uma em particular, chamada Plano Condor, onde a história que se conta pertence a Macarena Gelma. Como foi para você conhecer Macarena Gelman?

 

EG: Comecei conhecendo ao pai de Macarena (Marcelo) e ao avô Juan (Gelman) com quem trabalhei junto na revista Crisis em Buenos Aires e que é meu amigo de toda a vida. São muitos anos de amizade, ou melhor, de irmandade. Juan (Gelman) teve que sair da Argentina para continuar vivo, naqueles dias que se viviam em Buenos Aires, onde tinha que ir ou esconder-se. Então, eu recebia com muita frequência a seu filho Marcelo e me fiz de pai por algum tempo, depois o mataram, e a outra história é bastante conhecida.

A mulher de Marcelo (María Claudia) foi sequestrada na Argentina. Eram acusados do crime de protestar, delitos de dignidade que tem a ver com o direito estudantil ao protesto. Esses eram os crimes dos meninos, como eles foram assassinados muito cedo. A María Claudia assassinaram no Uruguai, onde já funcionava o mercado comum da morte, que foi o melhor em funcionamento, porque o Mercosul ainda tinha dificuldades graves. O mercado da morte funcionou muito bem naquelas horas do terror onde as ditaduras trocavam favores. Mandaram María Claudia grávida para o Uruguai e aqui os militares uruguaios se encarregaram do trabalho. Esperaram ela dar à luz, ela passou seus últimos dias, ou talvez seus últimos meses, na sede do Bulevar Artigas e Palmar (SID) onde descobriu-se a placa em memória de María Claudia e todos os que estiveram ali.

Me impressionou o contraste pela beleza exterior do palácio e os horrores que escondia. Depois de dar à luz, a mataram e entregaram seu filho(a) a um policial, troca de favores. A partir de uma busca complicada de Juan (Gelman) e seus amigos, conseguiu encontrá-la e agora chama-se Macarena Gelman. Nós tornamos muito amigos e uma vez jantando em casa, me contou essa história que é parte das histórias de “Os filhos dos dias” (livro). É uma história muito íntima, muito particular e lhe pedi autorização para publicá-la. É uma história rara, mas reveladora. Conta que quando ainda não sabia quem era e vivia em outra casa, com outro nome, nesse período sofria de insônia contínua, que não a deixavam dormir a noite porque a perseguia sempre o mesmo pesadelo. Via uns senhores desconhecidos muito armados que a buscavam no dormitório onde estava dormindo, debaixo da cama, no guarda-roupa e em todas as partes e ela acordava gritando e angustiadíssima.

Durante muitíssimo tempo, toda sua infância teve esse pesadelo que a perseguia e ela não sabia o por quê, de onde vinha. Até que conheceu sua verdadeira história e soube que estava sonhando os pesadelos que sua mãe havia vivido enquanto a formava no ventre. A mãe, uma estudante de apenas 19 anos, era perseguida de verdade por outros senhores armados até os dentes que a encontraram e a mandaram para morrer no Uruguai. Macarena estava no ventre dessa mulher acoada e perseguida. Desde o ventre padecia a perseguição que sua mãe sofria e depois a sonhou e se converteu em seus próprios pesadelos. Ela sonhou o que sua mãe havia vivido. É uma história que parece uma metáfora da transmissão, das penas, dos horrores, e também de outras continuidades que não são todas horríveis.
LaRed21: É um livro que contém muitas histórias de mulheres. Por que? EG: Também há muitas histórias de mulheres em meus livros anteriores, como “Espelhos e Bocas do Tempo”. Há muitas histórias dos invisíveis, e as mulheres ainda são bastante invisíveis. Há histórias de negros, de índios, das culturas ignoradas, das pessoas ignoradas e que merecem ser redescobertas porque têm algo para dizer e vale a pena escutar.
Neste último livro (Os filhos dos dias) há uma história que me impressionou muito, e que não havia escrito até agora, a de Juana Azurduy. Juana foi uma heroína das guerras de independência. Encabeçou a tomada do Cerro de Potosí que estava nas mãos dos espanhóis. Ela era a chefe de um grupo guerrilheiro que recuperou Potosí das mãos espanholas. Depois seguiu guerreando pela independência, perdeu seus 7 filhos e seu marido nessa guerra. Finalmente, foi enterrada em uma fossa comum e morreu na pobreza mais pobre que se possa imaginar. Antes havia recebido um título militar, foram as forças independentistas as que lhe deram um título que dizia em mérito: “a sua viril coragem”. Precisou-se de muito tempo para que uma presidenta argentina (Cristina Fernández) a outorgasse o título de General por sua feminina valentia.
LaRed21: Um integrante da Real Academia Espanhola assinalou como um erro utilizar expressões que carreguem a linguagem. Era uma crítica à feminização como, por exemplo, quando se utiliza todos e todas. O que você pensa a respeito? EG: O transcendente é o que está por trás, mas às vezes os conteúdos são refletidos nas palavras que expressam. Me parece ridículo quando uma mulher se apresenta e me diz sou médico, será médica, eu contesto.
LaRed21: Há muitas histórias dos povos originários, da luta pelos recursos naturais, e o rol das multinacionais. Em particular, uma história dedicada à selva amazônica. EG: Essa história sobre a Amazônia recorda que a Texaco, empresa petroleira que derramou veneno durante muitos anos, arruinou boa parte da solva equatoriana. Foi a juízo, mas perdeu. As vítimas desse atentado à natureza e às pessoas desse lugar não tinham meios econômicos, enquanto a Texaco contava com centenas de advogados. Ao cabo de anos, contudo, o pleito foi ganho, mas ainda não se colocou em prática, porque há muitas maneiras de se apelar, e de tirar a bola para fora e para isso não faltam doutores.
LaRed21: No livro tem um olhar crítico sobre os governos progressistas que ainda não descriminalizaram o aborto. EG: O livro toca todos os temas sempre a partir de histórias concretas. Não é um livro teórico. LaRed21: As 366 histórias não são somente latino-americanas, você percorre o mundo. EG: Há muitas histórias que merecem ser recuperadas. Luana, por exemplo, foi a primeira mulher que firmou seus escritos nas tábuas de barro. Ocorreu há quatro mil anos e dizia que escrever era uma festa. Essa mulher é desconhecida. E vale a pena contar que essa história existiu.
LaRed21: A respeito da crise internacional , você resgata o que ocorreu na Islândia e o movimento dos indignados na Espanha. EG: Esta crise provém de um círculo muito pequeno de banqueiros onipotentes. Me ocorreu para esta história um título sinistro que foi “adote um banqueiro”. Os responsáveis da crise são os que mais tem se queixado e os que mais dinheiro tem recebido. Eles têm sido recompensados por fundir o planeta. Todo esse dinheiro que destinou aos que causaram o pior desastre na história da humanidade seria suficiente para dar comida aos famintos do mundo com sobra, inclusive.
LaRed21: Você acha uma contradição a existência do movimento dos indignados e que, ao mesmo tempo, tenha ganhado o Partido Popular na Espanha? EG: A aparição dos indignados é o que de mais lindo ocorreu no mundo nos últimos tempos. Creio que o melhor da vida é sua capacidade de surpresa. O melhor dos meus dias é o que ainda não vivi. Cada vez que uma cigana me cerca para ler a minha mão a peço por favor que a pague mais que não leia. Não quero que me digam o que vai me ocorrer, o melhor que a vida tem é a curiosidade e a curiosidade nasce da ignorância do destino. A explosão dos indignados começou na Espanha, e depois se estendeu em outras partes. É uma boa notícia a capacidade de indignação. Bem dizia meu mestre brasileiro Darcy Ribeiro (intelectual brasileiro já falecido) que o mundo se divide entre os indignos e os indignados e que tem-se que tomar partido, há que se eleger.
Pensei muito nele quando surgiu este movimento. Jovens que perderam seus empregos e suas casas por responsabilidade desses malabarismos financeiros que acabaram despojando os inocentes de seus bens. Eles não foram os que pegaram empréstimos impossíveis, não foram eles os culpados da bolha financeira e deste disparate que aconteceu na Espanha de construir e construir e agora está cheia de moradias desabitadas e gente sem casa.
O PP ganhou a eleição, é verdade. A direita ganhou as eleições, e terá que lutar para que isso mude. Isto que aconteceu na Espanha também fala do desprestígio de forças de esquerda que entram na vida política prometendo mudanças radicais, e depois terminam repetindo a história, ao invés de mudá-la. Muitas pessoas, sobretudo os jovens, se sentem desapontadas e abandonam a política.

Tradução: Brasil de Fato

Fonte: LaRed21

Brasil lançará satélite para levar banda larga a todo o País

O Brasil prepara o lançamento de um satélite geoestacionário de comunicação para proporcionar banda larga a todos os municípios do País, anunciou nesta quarta-feira (28) em Nova Déli, na Índia, o ministro da Ciência e Tecnologia, Marco Antônio Raupp.

 

O País busca na Índia uma cooperação técnica para o satélite, cuja construção e lançamento, sob responsabilidade da Telebras e da Embraer, tem um custo avaliado de R$ 750 milhões (US$ 412 milhões). Apenas o lançamento custará R$ 145,5 milhões (US$ 80 milhões).

 

— Vamos fazer um concurso internacional que abre a possibilidade a uma cooperação tecnológica importante.

 

O satélite de comunicação dará opção a todos os municípios brasileiros a acessar a banda larga para os serviços de internet e telefonia móvel 3G.

 

Brasil, Índia e África do Sul – três integrantes do grupo dos emergentes Brics, ao lado de China e Rússia – também discutirão nos próximos dias o lançamento de outro satélite para a observação do clima no Atlântico Sul, o que permitirá fazer as medições necessárias para “entender as anomalias com o campo magnético terrestre que deixam passar as radiações ultravioletas”.

 

Com a China, país com o qual mantém uma intensa cooperação desde os anos 80 – com o lançamento conjunto de três satélites -, o Brasil prevê o lançamento de um satélite este ano e outro em 2014, informou o ministro, que considera “estratégica” a cooperação Sul-Sul.

 

Raupp integra a delegação da presidente Dilma Rousseff nareunião de cúpula desta quarta-feira (28) dos Brics na capital indiana.

 

Durante a visita bilateral à Índia na próxima sexta-feira (30), Raupp assinará com as autoridades indianas um acordo para o programa Ciências Sem Fronteiras, que permitirá o treinamento no exterior de estudantes e especialistas brasileiros nas áreas das ciências naturais e engenharia.

 

O programa já enviou 100 mil brasileiros ao exterior, em particular aos Estados Unidos (20 mil), Alemanha (10 mil) e França (8 mil).

 

No caso da Índia, o Brasil espera estimular o intercâmbio nas áreas de tecnologia, saúde, em particular o combate a Aids, malária e turberculose, assim como a farmacêutica, a nanotecnologia e as ciências de forma geral.

 

Fonte: R7

 

Déficit da Previdência avança 47,1% em fevereiro sobre um ano antes

O Regime Geral da Previdência Social (RGPS) registrou um déficit de R$ 5,143 bilhões em fevereiro, ante R$ 3,497 bilhões em igual período do ano passado, em valor corrigido pela inflação. Com isso, a necessidade de financiamento da Previdência avançou 47,1% no mês, em termos reais.

Em relação a janeiro, o déficit da Previdência subiu 70,5%. A necessidade de financiamento do regime no primeiro mês do ano foi de R$ 3,017 bilhões, com correção inflacionária.

A arrecadação líquida total do RGPS registrou aumentou real de 0,3% em fevereiro. No mês passado, a Previdência recolheu R$ 18,8 bilhões. Em fevereiro de 2011, a arrecadação previdenciária foi de R$ 18,7 bilhões.

Do outro lado, o total das despesas com benefícios avançou 7,6% no mês. O gasto passou de R$ 22,2 bilhões, em fevereiro de 2011, para R$ 23,9 bilhões no mês passado, em valores corrigidos pelo INPC.

No acumulado de 12 meses, o déficit do RGPS alcançou R$ 38,3 bilhões, em número corrigido pela inflação. O regime urbano da Previdência registrou superávit de R$ 20,5 bilhões. Na parte rural do sistema previdenciário, houve déficit de R$ 58,9 bilhões no período.

Fonte: Valor Econômico

“Cinema da Terra” leva diversão aos assentados do Ceará

A luta dos trabalhadores rurais assentados do Ceará conquistou um projeto que levará o cinema para o meio rural, chamado de Cinema da Terra Arte Cultura nos Assentamentos de Reforma Agrária.

O projeto, que começou em janeiro, realizará exibições itinerantes de 200 filmes nacionais e internacionais, promovendo festivais culturais em 41 municípios do Ceará, abrangendo cerca de 140 assentamentos de Reforma Agrária.

“O principal objetivo do projeto é possibilitar o acesso à cultura cinematográfica, levar diversão e debates sobre temas relevantes da sociedade”, afirma Paulo Henrique Campos, do Setor de Comunicação do MST e coordenador do projeto.

Segundo ele, o audiovisual é uma ferramenta de comunicação e formação das populações camponesas.

O projeto pretende também fortalecer nos assentamentos a organização dos grupos de jovens, que são os principais articuladores das comunidades.

O projeto Cinema da Terra foi conquistado na luta dos trabalhadores e trabalhadoras Sem Terra, idealizado pela juventude organizada.
O projeto será realizado pela Associação de Cooperação Agrícola do Estado do Ceará (ACACE), em parceria com o Banco do Nordeste.

Fonte: MST do Ceará

 

 

Governo fixa regras para concessão de bolsas a estudantes estrangeiros no país

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) concederá bolsas de estudos a estrangeiros regularmente matriculados em cursos de graduação no Brasil que participem do Programa de Estudantes-Convênio de Graduação (PEC-G) e demonstrem desempenho acadêmico destacado ou necessidade financeira.

 

De acordo com portaria publicada hoje (21) no Diário Oficial da União, as bolsas poderão ser regulares (de incentivo ao mérito e bolsa MRE) ou emergenciais. O valor será de R$ 622 mensais, com duração de seis meses, passível de renovação. O estudante não pode acumular a bolsa de estudos com outros benefícios financeiros e precisa estar sujeito às normas vigentes do PEC-G e às normas internas da instituição de ensino superior onde está matriculado.

 

O Programa de Estudantes-Convênio de Graduação (PEC-G) oferece oportunidades de formação superior a cidadãos de países em desenvolvimento com os quais o Brasil mantém acordos educacionais e culturais. Desenvolvido pelos ministérios das Relações Exteriores e da Educação, em parceria com universidades públicas – federais e estaduais – e particulares, o PEC-G seleciona estrangeiros, entre 18 e 25 anos, com ensino médio completo, para realizar estudos de graduação no país.

 

O aluno estrangeiro selecionado cursa gratuitamente a graduação. Em contrapartida, deve atender a alguns critérios, entre eles, provar que é capaz de custear suas despesas no Brasil, ter certificado de conclusão do ensino médio ou curso equivalente e proficiência em língua portuguesa, no caso dos alunos de nações fora da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

 

De seis em seis meses, o Ministério das Relações Exteriores abre, mediante edital, prazo para candidaturas de estudantes às bolsas regulares. O estudante estrangeiro interessado, por intermédio da instituição de ensino onde está matriculado, deve apresentar a relação de documentos constantes na portaria.

 

A aprovação da documentação, para consequente concessão de bolsa de estudos, estará vinculada ao bom desempenho do estudante beneficiário, sem reprovações, nos seis meses precedentes à concessão do benefício.

 

A bolsa de incentivo ao mérito poderá ser concedida ao estudante que, tendo cursado pelo menos dois semestres em curso regular em instituição brasileira, apresentar desempenho acadêmico excepcional. A bolsa será concedida por um semestre, podendo ser renovada mediante comprovação de excelência no rendimento acadêmico do beneficiário, nos períodos subsequentes.

 

A portaria entra em vigor de hoje e substitui a que fixava em R$ 545 o valor da bolsa.

 

Fonte: Agência Brasil